Minhas Redes Sociais
Facebook
Twitter
Orkut
RSS
 
> Principal > Notícias



Nov
04
2017
Terrorismo
O Serviço Secreto americano, responsável pela segurança do presidente Donald Trump, prendeu um homem por "atividade suspeita" nas proximidades da Casa Branca nesta sexta-feira (3). A pessoa, que não teve a identidade revelada, fez ameaças verbais e segundo o Twitter do Serviço Secreto, "indicava que havia deixado explosivos" na região. O indivíduo está sob custódia. O corpo policial fechou todos os acessos ao complexo presidencial de acordo com a emissora "CBS'. Após investigação, nenhum explosivo foi encontrado e a área foi liberada. O incidente ocorreu pouco depois que Trump deixou a Casa Branca para começar uma viagem de quase duas semanas pela Ásia.

CBS 
Nov
04
2017
Gás de Cozinha

A partir deste domingo (5), o valor do gás de cozinha ficará em média 4,5% mais caro. O reajuste foi anunciado pela Petrobras nesta sexta-feira (3). "O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte. A variação do câmbio também contribuiu", afirmou a estatal. A nova política de preços adotada pela Petrobras prevê reajuste do preço do gás todos os meses. O último reajuste aconteceu no dia 10 de outubro.

Bahia Notícias 
Nov
04
2017
Chuvas

Por conta de uma frente fria, o clima na Bahia permanece instável neste final de semana (4 e 5), com o céu encoberto e chuvoso na maior parte do Estado. Em Salvador e região metropolitana as temperaturas ficarão elevadas, com mínimas de 21°C e máximas de 32°C. Apesar disso, o predomínio será de céu nublado a parcialmente nublado, com chuvas moderadas e fracas na maior parte do período. De acordo com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), a influência da frente fria e da umidade amazônica será maior nas regiões Oeste, São Francisco, Chapada Diamantina, Sudoeste e Sul, onde se espera chuvas de volume expressivo. Como nesses locais as temperaturas estão elevadas, com máximas que variam entre 31°C a 39°C, há chances de que as chuvas venham acompanhadas de trovoadas. O Inema apontou que temperaturas amenas são esperadas nas regiões serranas da Chapada Diamantina e Sudoeste, onde as mínimas poderão chegar aos 16°C. Uma massa enfraquecida de ar quente e seco ainda está exercendo influência na região do recôncavo, do norte e do nordeste do Estado, mas, mesmo assim, há a possibilidade de chuvas mais intensas em algumas áreas litorâneas da região. Nesses locais, as máximas variam entre de 32°C a 35°C.

Bahia Notícias 
Nov
04
2017
Política
O DEM conseguiu apagar o último foco de incêndio que poderia impedir os planos da sigla de atrair nove deputados federais dissidentes do PSB. De acordo com informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, os democratas eliminaram a resistência que havia no diretório do Mato Grosso à entrada dos socialistas. Com isso, para atrair os insatisfeitos no PSB, a agremiação vai dissolver os diretórios nacional, estaduais e municipais. O objetivo é alocar os novos parlamentares em postos estratégicos. Com as possíveis filiações, o DEM, que atualmente possui 29 deputados, vai ampliar a bancada em um terço. Ainda segundo a publicação, o partido já tem pronto o esboço do manifesto que deve basear sua refundação.

Agência Brasil

Nov
04
2017
Política

Ex-ministro do Trabalho e da Previdência, Luiz Marinho acredita que o Partido dos Trabalhadores precisa rever, a partir das eleições de 2018, a proibição de alianças com os partidos que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff. Marinho, que é também ex-prefeito de São Bernardo do Campo e um dos petistas mais próximos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, defende que isso vai servir para garantir o apoio da população. "Nós temos que recuperar bases. A maioria do povo também apoiou o impeachment e nós queremos recuperar a maioria do povo. Não vejo a necessidade de um grande arco de alianças para a candidatura do Lula. Vamos precisar de uma grande aliança para governar, no Congresso. Mas isso pode se dar no processo eleitoral ou pós-eleições. Agora vamos analisar no sentido de ganhar a eleição. Depois se tomam providências sobre composição da base no Congresso", afirmou em entrevista a O Estado de S. Paulo. Para o político, identificado como pré-candidato ao governo de São Paulo, esse quadro deve ser revisto pelo diretório nacional do partido. Além disso, ele defende que é um posicionamento a ser definido em cada Estado, como por exemplo em Alagoas, que o PT voltou para o governo de Renan Filho (PMDB). Já em São Paulo, Marinho acredita que não há possibilidade de aliança entre as siglas. "Reposicionamentos eventuais podem acontecer, mas não vai ser um 'liberou geral'. Mas o PT deve permitir aliança com partidos que apoiaram o 'golpe'", ponderou.

O Estado de São Paulo 
Nov
04
2017
Terrorismo

O motorista que atropelou pedestres e ciclistas em Nova York nesta terça-feira (31) seria um “soldado do califado”, segundo o grupo extremista Estado Islâmico. “Um dos soldados do Estado Islâmico na América atacou na terça um número de cruzados em uma rua em New York City”, afirmou o jornal al-Naba nesta quinta. O EI assumiu a autoria do atentado em seu jornal semanal, sem fornecer evidências que sustentem a declaração. Segundo informações da rede CNN, oito pessoas morreram e mais de uma dezena ficou ferida. O suspeito, um uzbeque identificado como Sayfullo Saipov, afirmou às autoridades que ele se inspirou assistindo vídeos do grupo extremista e acompanhando a cartilha do grupo destinada ao planejamento de ataques. Na caminhonete usada para o atropelamento foi encontrada uma bandeira do EI. 

CNN 
Nov
04
2017
Corrupção

O ex-vice-presidente da Argentina na gestão de Cristina Kirchner, Amado Boudou, foi preso na manhã desta sexta-feira (3) por determinação judicial, acusado de enriquecimento ilícito e associação criminosa em atos de lavagem de dinheiro. Segundo informações do jornal argentino Clarín, também foi detido José María Núnez Carmona, que é amigo, sócio e suposto testa de ferro de Boudou, que foi ministro da Economia entre 2011 e 2015. De acordo com a acusação, o ex-vice seria o líder da organização criminosa. Entre os crimes de lavagem de dinheiro, está incluída a compra de carros de luxo quando era ministro e a aquisição, por um valor milionário, de uma fábrica de impressão de bilhetes, a Ciccone, que posteriormente foi contratada pelo governo federal. 

Clarín 
Nov
04
2017
ENEM

Em meio aos preparos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece neste domingo (4) e no próximo (11), estudantes resolveram recorrer também à ajuda divina. Candidatos acompanham missas na Igreja do Senhor do Bonfim e levam canetas para benzer nas cerimônias. "Estamos rezando por eles em todas as missas, mas na celebração das 17h, teremos uma participação maior dos jovens. Dois colégios já informaram que trarão os estudantes. Eles vão, inclusive, participar da liturgia", afirmou o pároco Edson Menezes ao Correio 24 Horas. De acordo com a publicação, o padre confirmou que isso já faz parte do ritual de preparação para o exame, que pela primeira vez será realizado em dois fins de semana. O procedimento, segundo Menezes, é comum também em véspera de concursos. "Adianta, agora não substitui o estudo. É uma força positiva que a gente recebe. Mas têm que somar as duas forças, a pessoal e a espiritual. Tem que fazer o que é necessário, a renúncia, o esforço", alerta o padre.

Bahia Notícias 
Nov
03
2017
Destaque


As Fazendas Igarashi e Curitiba, com área de 2.530 hectares, no município de Correntina, arrendadas pelo grupo Igarashi, conseguiram outorga d’água para uma área de 2.530 hectares, com volume de 180.203 metros cúbicos por dia. Pelo projeto em implantação, a outorga é para 32 pivôs de água superficial, a serem retiradas do Rio Arrojado, que margeia as fazendas. 
Nov
03
2017
Destaque


O deputado Antonio Henrique Júnior esteve, na noite desta quarta-feira (01), na despedida do Coronel Salomão do serviço ativo da Polícia Militar da Bahia. Responsável pelo Comando de Policiamento Regional do Oeste, o militar completou 41 anos de serviço na corporação e se despediu em tom de emoção num cerimônia que contou com a presença do Comandante Geral da PM-BA, Coronel Anselmo Brandão. 


"Oficial comprometido com a filosofia da Polícia Comunitária, o coronel Salomão deixa um legado importante na segurança pública do oeste baiano. Obrigado amigo, pelo bom exemplo e pelos relevantes serviços prestados à nossa comunidade", afirmou o deputado Antonio Henrique Júnior em publicação nas redes sociais. 

ASCOM - Dep. Antônio Henrique Jr.
Nov
03
2017
Delações
Em depoimento prestado aos deputados Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Pimenta (PT-RS), o advogado Rodrigo Tacla Duran contou ter participado de uma reunião com integrantes da Lava Jato, em Curitiba (PR), na qual o ex-procurador Marcello Miller pediu a ele que gravasse uma conversa com advogados da Odebrecht.

 

O depoimento foi colhido no último sábado, dia 28, em Madri, na Espanha, onde Tacla Duran se mantém foragido da Justiça brasileira. Os dois deputados fazem parte da CPI mista da JBS. O advogado tem ordem de prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro. Miller, por sua vez, está na mira da CPI por causa de sua atuação nas negociações do acordo de colaboração de executivos do Grupo J&F. O ex-procurador teria trabalhado para a empresa ainda enquanto ocupava o cargo no Ministério Público Federal.

De acordo com o advogado, o pedido de Miller ocorreu durante uma das reuniões da qual participou com procuradores da força-tarefa da Lava Jato para negociar um acordo de colaboração premiada. Ele não especificou a data.

Ao ser questionado se manteve alguma relação com Miller, Tacla Duran disse que o ex-procurador e Sérgio Bruno, os dois à época integrantes do grupo de trabalho da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República, participaram de algumas reuniões de negociação do acordo porque havia “interesse” em saber se ele “tinha alguma informação ou situações que envolvessem pessoas com foro privilegiado”.

Em um desses encontros na Procuradoria, disse o advogado aos deputados, ele informou aos procuradores sobre uma reunião da qual participaria e que teria a presença de advogado da Odebrecht.

Na versão de Tacla Duran, neste momento Miller solicitou que ele gravasse a conversa dos advogados. “O (procurador) Sérgio Bruno foi um pouco contra, se mostrou contrário ao que havia sido proposto, e disse: ‘Vai lá e conta pra nós depois’.”

Responsável pelo depoimento, o deputado Paulo Pimenta afirmou que as informações indicam um padrão de comportamento de Miller. “São muitos os indícios que mostram uma forma de atuação, sem autorização judicial. Foi assim no caso do ex-senador Delcídio Amaral, do Sérgio Machado, do Joesley Batista e do Ricardo Saud. Em todos eles, o Miller estava. A partir dessas gravações, ele construía versões e delações”, afirmou o petista.

Odebrecht. No depoimento, Tacla Duran voltou a atacar o acordo firmado por executivos da Odebrecht. Apontado pela empresa como um dos responsáveis por movimentar dinheiro do departamento da propina por meio de contas no exterior, o advogado afirmou serem falsos os recibos e extratos das contas e pagamentos efetuados por meio do Meinl Bank, em Antígua.

“Não foram emitidos pelo Meinl Bank. Os extratos não são do padrão do sistema do banco. Tem incongruência de datas, de referência, de descrição do movimento”, disse.

Miller nega

A defesa de Marcello Miller disse que ele “nunca orientou ou sugeriu qualquer pessoa a fazer gravações para obter provas em processos de delação”. Em nota, a defesa afirmou que “como procurador, sempre exigiu, sim, provas de qualquer depoente para poder conferir a veracidade das informações prestadas”. A nota confirma que Miller esteve duas vezes com Tacla Duran, como integrante do grupo de trabalho da Lava Jato, mas que “não existe qualquer veracidade no depoimento” do advogado.

Procurado, Sérgio Bruno não respondeu os contatos da reportagem.

Odebrecht diz que colabora com as investigações

A empresa informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “as atividades do sr. Rodrigo Tacla Duran foram informadas pela empresa às autoridades no processo de colaboração com a Justiça”. “A Odebrecht vem colaborando com as investigações de forma definitiva, prestando todos os esclarecimentos necessários, e continua à disposição das autoridades. A qualidade e eficácia da colaboração da empresa vêm sendo comprovadas e têm sido instrumento valioso no combate à corrupção nas regiões onde atua.” (AE)

Diário do Poder 
Nov
03
2017
Delações

A negociação pelo acordo de delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci não vem apresentando avanços. De acordo com informações do jornal O Globo, fontes que participam das conversas apontam que o caso só deve voltar à pauta em 2018. A equipe da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ainda não analisou a proposta de Palocci. Ela está no cargo há pouco mais de 40 dias e também não conseguiu avanços em relação a uma delação premiada do ex-deputado Eduardo Cunha, que já teve propostas de colaboração recusadas tanto por Dodge quanto por seu antecessor no cargo, Rodrigo Janot. Ainda segundo o jornal O Globo, Palocci está frustrado por não conseguir o acordo, pois esperava já passar o Natal em casa.

O Globo 
Nov
03
2017
Destaque

O julgamento do recurso apresentado por Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra a sentença de 15 anos de prisão imposta pelo juiz Sérgio Moro foi agendado para o próximo dia 21. Como o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que as penas sejam executadas após condenação em segunda instância, se os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) rejeitarem o pedido do ex-presidente da Câmara, ele vai começar a cumprir a pena proferida em março. De acordo com a publicação, a esperança de Cunha é de que o STF julgue um habeas corpus impetrado por sua defesa antes da decisão do TRF-4 No entanto, o ministro Edson Fachin não pretende analisar o pedido antes do veredito do tribunal. Nesta ação específica, que se refere ao pagamento de propina no contrato da Petrobras na África, o ex-parlamentar foi condenado pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas (saiba mais aqui).

Agência Brasil 
Nov
03
2017
Política
Preso no Complexo Penitenciário da Papuda desde junho, o deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) está internado em um hospital de Brasília após sofrer um pequeno Acidente Vascular Cerebral (AVC), na última segunda-feira (30). Segundo a assessoria do parlamentar, ele está "bem" e "estável", porém ainda não há previsão de alta. Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por falsificar documentos e dispensar licitação para construção de uma creche em 2002, quando era prefeito da cidade de Três Rios (RJ), Jacob cumpre pena em regime semiaberto e pode sair durante o dia para trabalhar na Câmara dos Deputados, mas dorme na prisão. Ele nega as acusações. Nesta quinta-feira, 2, em nota, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) disse que o AVC do correligionário foi "resultado das tensões provocadas pela sua absoluta inconformidade em relação à injusta condenação da qual foi vítima". "Trata-se de um caso que comprova o quanto a Justiça pode ser injusta e que exige imediata reparação", escreveu Marun.

Agência Brasil
 
Nov
03
2017
Política

A procuradoria da Espanha pediu um mandado de prisão contra o presidente destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, e quatro de seus conselheiros. Eles foram intimados comparecer nesta quinta-feira (2) a uma audiência para responder a acusações de rebelião, conspiração e uso indevido de fundos públicos relacionados à iniciativa separatista da Catalunha. De acordo com a agência Reuters, Puigdemont está na Bélgica e seu advogado informou que ele vai permanecer longe da Espanha enquanto o clima "não estiver bom". "Se eles pedirem, ele cooperará com as Justiças espanhola e belga", disse Paul Bekaert. A Catalunha declarou independência de Espanha depois de referendo realizado no início de outubro. Cerca de 90% dos votos foram pela separação.

Agência Reuters 
Nov
03
2017
Acidentes nas estradas

Em todo o Brasil, o custo anual com acidentes de trânsito já chegou a R$ 19,3 bilhões. Esse valor abrange gastos públicos com saúde e previdência, além dos ganhos potenciais das vítimas ao longo da vida. Segundo informações da Folha de S. Paulo, a redução de acidentes na primeira metade desta década está muito abaixo da meta traçada pelo governo federal. Além disso, o levantamento feito por consultores de gestão e economia da Falconi, empresa que já desenvolveu projetos em 30 países, aponta que o custo ultrapassa o Produto Interno Bruto (PIB) de 11 capitais do país, como é o caso de Natal (RN), Maceió (AL) e Florianópolis (SC).  Em 2015, último ano registrado, o Brasil acumulou 39 mil mortos e 24 mil feridos por acidente no trânsito. De 2004 até esse período, o maior índice foi registrado em 2012 com 45.689 vítimas. De acordo com a publicação, especialistas confirmam que a embriaguez é uma das principais causas desses acidentes, sendo os estados de Tocantins, Piauí, Mato Grosso, Roraima e Rondônia os que apresentam maior número de vítimas.


Folha de São Paulo

 

 

Nov
03
2017
Lava Jato

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, demonstrou expectativa quanto à continuidade da Operação Lava Jato com o comando da sua sucessora, Raquel Dodge. Em entrevista concedida à CNN, ele disse que confia que os trabalhos terão sequência com a mesma intensidade. "Espero que sim, que os trabalhos continuem", afirmou Janot. De acordo com o G1, durante a entrevista, o ex-procurador-geral disse ainda que a Lava Jato não pertence mais ao Ministério Público, mas sim "à sociedade brasileira e aos países atingidos pelos atos de corrupção de empresas brasileiras".

G-1 
Nov
03
2017
Destaque

Presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti disse ao ex-chefe de gabinete de Rodrigo Janot, Eduardo Pelella, que a ANPR vai até o Supremo Tribunal Federal (STF) tentar impedir que ele seja obrigado a depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS. Os parlamentares formalizaram a convocação na terça-feira (31). Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, Robalinho fará a manifestação junto com a defesa de Pelella. Entre as possibilidades discutidas está a apresentação de um habeas corpus ou de um mandado de segurança. Além de ser identificado como braço direito do ex-procurador-geral da República, Pelella foi citado por Joesley Batista e Ricardo Saud em conversa cuja gravação culminou na prisão dos dois executivos.

Folha São Paulo 
Nov
03
2017
Pena de Morte

O presidente dos EUA, Donald Trump, defendeu nesta madrugada que o suposto autor do ataque terrorista lançado em Nova York na última terça-feira (31) seja condenado à pena de morte. Na ocasião, um homem em um caminhão atropelou uma multidão na região sul de Manhattan, causando a morte de oito pessoas e deixando outras doze gravemente feridas. O suspeito, o imigrante usbeque Sayfullo Saipov, foi detido depois de ter sido baleado no abdômen por um policial. Em mensagem no Twitter, Trump comentou que o "terrorista de Nova York" estava feliz quando pediu para pendurar a bandeira do grupo militante Estado Islâmico no quarto do hospital em que está internado. "Ele deveria receber a pena de morte", afirmou o presidente.


White House 
Nov
03
2017
Destaque

Diante da repercussão negativa do pleito, a ministra Luislinda Valois desistiu de reivindicar o acúmulo de seu salário integral como titular da pasta de Direitos Humanos com o posto de desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Na condição atual, Luislinda recebe R$ 30,4 mil pela aposentadoria do TJ-BA e R$ 3,3 mil pelo cargo no Palácio do Planalto. Com a justificativa de que sua situação "se assemelha ao trabalho escravo", a ministra então solicitou que lhe fosse pago o salário mensal de R$ 61,4 mil – valor que ultrapassa o teto do funcionalismo público, atualmente em R$ 33,7 mil (veja aqui). Ela já havia pleiteado ao Ministério da Casa Civil, que negou o acúmulo, então encaminhou o documento de 207 páginas ao Ministério do Planejamento, que não chegou a dar um parecer final. Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, "usar o passado nefasto da escravidão para obter um privilégio ilegal é mais um deboche contra a sociedade". "A lei é clara e deve valer para todos, independentemente da função ou profissão exercida. O teto constitucional hoje é uma ficção. Isso precisa mudar. A comparação com a escravidão foi feita indevidamente. A ministra tenta deslocar para essa situação um argumento que não se aplica ao caso", criticou em entrevista a O Estado de S. Paulo. De acordo com o Código Penal, trabalho escravo é aquele que é forçado, degradante e exaustivo. Enquanto ministra, Luislinda tem direito a carro, motoristas e viagens de avião para compromissos da pasta ministerial.

O Estado de São Paulo 
Página 11/946 |< << < 8 9 10 11 12 13 14 > >> >|
Visitantes
US 54.162.x.x
Unknown 176.9.x.x
Unknown 200.187.x.x
US Google spider
Usuários
Olá Visitante
IP: 54.162.166.214

Usuário
Senha