Minhas Redes Sociais
Facebook
Twitter
Orkut
RSS
 
> Principal


Set
20
2017
Política

Gilson Ribeiro (Foto do arquivo)
Numa sessão bastante concorrida, a Câmara Municipal de Barreiras votou, ontem, 19/09, o Plano Municipal de Educação do município, que há muito tempo dependia da compreensão dos senhores vereadores. Após ajustes de atualização promovidos pela equipe da nova administração barreirense e da detalhada análise das comissões da casa, a matéria foi à  votação, sendo aprovada à unanimidade pelos senhores vereadores. 
Set
20
2017
Agricultura



O crescente índice de roubos de animais, produtos de origem vegetal como o cacau, equipamentos agrícolas como tratores e a greve dos servidores da Agência de Defesa Agropecuária (Adab) foram debatidos ontem pela manhã pelos deputado membros da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa, entre eles o deputado Antonio Henrique Júnior. A urgência na solução desses problemas é grande, por isso os deputados do colegiado aprovaram medida proposta pelo deputado Eduardo Salles, presidente da comissão.

 

Os deputados decidiram o agendamento de uma audiência com o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa; com o delegado chefe da Polícia Civil, Bernadino Brito; e o comandante da Policia Militar, coronel Anselmo Brandão para definir estratégias que impeçam o roubo de bovinos, caprinos e suínos em diversas regiões do Estado. No encontro será discutido também a possibilidade da criação de uma Companhia de Polícia Militar para, em conjunto com o serviço de inteligência da Polícia Civil, definir ações protetivas.

ASCOM Deputado Antônio Henrique Jr

Set
20
2017
Intervenção Militar


O general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, informou que não cogita punir o também general Antonio Hamilton Mourão por ter defendido uma “
intervenção militar” caso o Judiciário não resolva o problema da corrupção. Elogiou o subordinado: “O Mourão é um grande soldado, uma figura fantástica, um gauchão…”. Tentou virar a página: “É uma questão que já consideramos resolvida internamente.” Mas inaugurou um novo capítulo da polêmica ao declarar que a Constituição concede às Forças Armadas “um mandato” para intervir se houver no país “a iminência de um caos.” 
Set
20
2017
Política

O Partido dos Trabalhadores está tonto. A tonteira cresce à medida que aumentam as chances de Lula se tornar um político ficha-suja, inabilitado para disputar eleições. O PT ameaça adotar uma estratégia muito parecida com um plano de fuga. O partido discute a sério a ideia de boicotar as eleições de 2018. Sem Lula, o PT deixaria de lançar candidatos ao Planalto, à Câmara e ao Senado. E viajaria pelo mundo gritando: “É fraude.”

O preso José Dirceu, “guerreiro do povo brasileiro”, apoia o boicote. A investigada Gleise Hoffmann, presidente do PT, acha que o debate expõe a gravidade da hipotética perseguição a Lula. José Américo, deputado estadual do PT de São Paulo, chega a dizer que, sem Lula na urna eleitoral, o país corre “um risco de guerra civil.” Dizia-se o mesmo do impeachment. Mas a única arma que o brasileiro pegou foi o currículo —13 milhões estão na batalha pelo emprego perdido sob Dilma.

Em 13 anos, o PT produziu dois mega-escândalos. No mensalão, Lula safou-se. No petrolão, até o companheiro Palocci o chama de corrupto. Os partidos políticos brasileiros têm cabeças demais e miolos de menos. O PT sofre da mesma escassez de miolos, mas com uma cabeça só. O que o PT informa agora, com outras palavras, é o seguinte: se o cabeça for preso, a organização desistirá de se apresentar como partido político para se refundar como uma piada.

Blog do Josias de Souza 
Set
20
2017
Política

Fora dos holofotes desde a prisão do irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) afirmou nesta terça-feira (19) que o ex-ministro Geddel Vieira Lima  se defenderá nos autos do processo. "Sempre defendi que todo cidadão brasileiro, quando sofre uma acusação, deve ter o benefício da dúvida e o amplo direito de defesa. E é isso que espero do Judiciário brasileiro: que dê a ele o amplo direito de defesa, que será manifestado nos autos", afirmou em entrevista ao blog da jornalista Andréia Sadi, do G1. Ainda segundo a publicação, o peemedebista se negou a falar sobre uma possível delação premiada do irmão, especulada nos bastidores políticos, ou perguntas relacionadas à prisão do ex-ministro. Ele também negou que tenha conversado com o presidente Michel Temer após a prisão de Geddel e afirmou que não visitou o irmão na prisão. 

G-1 
Set
20
2017
Guerra

O presidente americano Donald Trump ameaçou "destruir totalmente" a Coreia do Norte, caso tenha que defender os Estados Unidos ou seus aliados. A declaração foi dada durante seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, nesta terça-feira (19). Trump ironizou o líder norte-coreano Kim Jong-un e se referiu a ele como um "homem-foguete em uma missão suicida", em referência aos recorrentes lançamentos de mísseis feitos pelo governo de Pyongyang na região do Oceano Pacífico. "Os Estados Unidos têm grande força e paciência, mas se forem forçados a defender a si ou a seus aliados, não teremos outra escolha além de destruir totalmente a coreia do Norte", disse o presidente americano. Embaixador da Coreia do Norte para ONU, Ja Song Nam, deixou a assembleia antes mesmo do início do discurso. Durante sua fala, Trump reforçou que o país asiático é uma ameaça para o mundo e pediu mais enfrentamento contra o governo de Kin Jong-Un. "É hora de as nações trabalhem juntas para isolar o regime de Kim até que ele cesse seu comportamento hostil", declarou.

 Onu
Set
20
2017
Lava Jato

Através de publicação no Diário Oficial da União desta terça-feira (19), a procuradora-geral da República Raquel Dodge oficializou os nomes de oito integrantes que passam a compor de forma permanente o Grupo de Trabalho da Lava Jato na Procuradoria Geral da República (PGR). Apenas dois procuradores que atuavam no grupo na gestão de Rodrigo Janot foram mantidos por Dodge. Outros cinco membros da equipe da gestão anterior - que era composto por dez - continuam no grupo por um período de transição de 30 dias. Ao fim deste prazo, novas nomeações podem ser feitas, de acordo com informações da PGR.

D.O.U.

 



Visitantes
US 54.159.x.x
Unknown 112.217.x.x
Usuários
Olá Visitante
IP: 54.159.64.172

Usuário
Senha